dezembro 29, 2013

Que, a partir de 2014....

Possamos olhar para os lados....

Possamos olhar para a frente....



Possamos olhar para trás, sem o sentido de invenção....


Quando conversamos com a dona Lourdes Moreira, 83, temos o sentimento de que ela está inventando tudo, como se estivesse nos contando uma estória, tal a distância do presente com o passado, não no tempo, necessariamente, mas no abandono que submergiu o mundo em que viveu. É como uma camada que foi se sobrepondo a outra, rapidamente, para apagar a história física, de pedra, paredes, paralelepípedos.... Vamos penetrar nessa camada submersa? Ela inicia assim: ‘Meu avô foi de bonde buscar a parteira para eu nascer. Nasci no dia 1º de maio de 1930. Íamos à praça, com a minha mãe e minhas irmãs(2) e nunca houve violência. Me formei com 14 anos, em Contabilista e estudava na escola:  inglês, francês, música, fazia ginástica(Educação Física), teatro. Até os meus cinco anos de idade, morávamos na Av. Portugal, entre 13 de maio e João Alfredo, nos altos. Depois, nos mudamos para a 13 de maio com a 7 de Setembro, 174(nos altos). Nos ‘altos’, porque todos morávamos no Centro Comercial, em cima de nossos comércios. Meu avô tinha um restaurante chamado ‘Restaurante do Parque’. Toda a minha família é originária de portugueses. Lembro-me que gente ilustre e alguns políticos e comerciantes portugueses habitavam esse mundo. Eram meus vizinhos: Sr. Domingos Bastos, da Padaria Vitória, Sra. Lourdes Morgado, da Fábrica de Calçados, as Famílias Otero(restaurante), Bonain(armarinho), Alfredo Cunha(alfaiataria), Mendes(distribuidora de gelo), Amoedo(tabacaria), Carlos Diniz(Leão da América-mercearia), Monteiro(joalheria-ótica).... Estou viúva há 11 anos. Meu marido foi o fundador da fábrica de refrigerantes GuaraSuco. Um homem que estava além de seu tempo. Sinto saudade de minha infância e, de vez em quando, visito o espaço em que vivi boa parte de minha vida(boa em tudo)'. Dona Lourdes divide a administração da Risque & Rabisque(lojas) com a filha, única menina de três filhos. Quando ela começa a chorar, encerro a revisitação dessa memória que parece que nunca existiu. O ano seguinte já está na porta e a cada virada, nos chega o aniversário de Belém, 12 de janeiro....

dezembro 24, 2013

Poesia em Vídeo: Homenagens


‘Meninos Carvoeiros’ é uma das poesias de Manuel Bandeira. Em vídeo, a Produção é de Juvêncio de Arruda, Direção e Roteiro de Ronaldo Salame e Narração de Walter Bandeira. Recebeu o Prêmio de Melhor Roteiro no II Festival de Vídeos de Vitória-ES(1992). O arquivo faz parte da exibição no Programa ‘Via Pará’, da TV Cultura, em 1993.

dezembro 20, 2013

Salomão Habib com as mãos na Índia....



 
Sabes aquele ditado que diz: ‘dizem que tenho um pé na Índia’? Pois então, digo que Salomão Habib está com as mãos na Índia(rsrs). O encontro foi casual na Ellora (Conselheiro Furtado, 917 – 3230.0349), de Márcia Salame. Habib, músico, compositor e um homem das cordas, está encantado com o som dos instrumentos indianos. Vai da percussão à cítara(vários tipos). Olha como ele é bom nisso:
 

dezembro 19, 2013

Primeiro, veio a arquitetura, depois, o paisagismo


Há 25 anos, poucos contratavam um arquiteto para projetos. Há 15 anos, acontecia o mesmo com o paisagismo, contudo, o caminho já estava conquistado, pela arquitetura, ou seja, não foi tão difícil. Atualmente, arquitetura e paisagismo se completam. Tudo isso, conta-me André Mello, 44, arquiteto há 22 anos, e há 12 mantém o escritório e loja de paisagismo, design e arquitetura, na Avenida Braz de Aguiar, 73, térreo(3224.4251-3087.4732). O interessante na André Mello está nos objetos de decoração. Quase todo ele, 90%, são oriundos de América Latina. O próprio André selecionou algumas peças de Chile e Peru. E para movimentar ainda mais a loja/escritório, Mello mantém promoções de 50% para certos itens, durante todo o tempo. Boa dica para o natal. 

dezembro 18, 2013

Para registro: Duas portas para a Casa Americana


Foi o que restou da casa histórica que comercializava tecidos e acessórios de costura. A maior parte(alugada), será depósito para outra casa comercial, a Decoplast. No pequeno espaço, ainda são vendidos alguns tecidos e todo material para bordados, com curso anual. A propósito, o mesmo inicia no dia 20 de janeiro, e é gratuito. Fundada em 1919, a Casa Americana fica na Ignácio Guilhon, 45, fone: 3242.4804 - Centro comercial.

dezembro 17, 2013

'Sapatilhas': um bom presente!


A lojinha Sapatilhas (Conselheiro Furtado, 1270 – 3222.9256), está no mercado há 21 anos. Tereza Macedo, 54,  é a proprietária que já vem do balé clássico e hoje, é professora na escola de dança Clara Pinto. Desses 54 anos, 42 foram vividos para o balé, e continua sendo. É um mundo cor de rosa, cheio de delicadeza. Tereza me revela que a lojinha está bem movimentada, por conta do balé que está cada vez mais sendo introduzido nas igrejas, principalmente as evangélicas. Aliás, o balé clássico tem tudo a ver com o espírito e os pés elevados....

Para registro: ‘Feira da Noite’ será lançado!


A programação é do Sesc Boulevard:
Dia 19, às 19h(quinta-feira) - Lançamento do livro “Feira da Noite” de Edgar Augusto
Feira da Noite é o primeiro livro de crônicas do jornalista e agitador cultural Edgar Augusto. Fala sobre as andanças dele pelas noites de Belém nos anos setenta e oitenta, dando ênfase a lugares como o Bar-Teatro Maracaibo, a escola de samba Quem São Eles e os teatros da cidade, além de contar fatos curiosos sobre figurões da MPB que ele conheceu como entrevistador. O prefácio é de Paulo André Barata , a edição de Max Reis , a concepção de capa de Silvia Proença e as ilustrações de Bira Porto.
Edgar Augusto queria escrever um livro, e escreveu, apesar de declarar na obra ’....Não sou escritor, sou redator....’. Lá se vão mais de 30 anos de militância pelas madrugadas! Confira entrevista de arquivo, sobre (imagem: cris moreno).

dezembro 13, 2013

A Casa de Memória: brinquedos infantis educativos


Em época de celular, computador, tablet, etc.... a ‘Gepetto’ está comprando uma senhora briga no mercado. Há 10 anos, seus proprietários persistem para que as brincadeiras antigas se mantenham entre as crianças. Todos os brinquedos têm o selo do in metro e são importados, sendo 5% estrangeiro e 95% nacional(cooperativas e associações). Do estado, nada, por falta de selo do in metro(profissionalismo). A Gepetto é a única em Belém e fica na Av. Conselheiro Furtado, 1167 – fone: 3222.8112 (Entre Benjamin Constant e Dr. Moraes). Uma boa sugestão de natal!

‘Les Antiques’


A Les Antiques está no mercado há 12 anos e há dois, no novo endereço(Av. Conselheiro Furtado, 1130 – 3249.6515 – Batista Campos). Seus proprietários fazem o sentido inverso na aquisição de peças, em sua maioria, quando participam de leilões fora do estado e do país. E pasme, já encontraram e trouxeram peças de acervos antigos de nossa cidade, lá fora. Confira matéria de arquivo(2011).