junho 22, 2014

o ramadan se aproxima....


ontem, na ellora, o professor doutor said mouinf do centro islâmico cultural no estado proferiu palestra sobre: ‘compreenda o islam e os muçulmanos’. mouinf nasceu no marrocos(casablanca), está em belém desde maio de 1996 e é professor universitário nas áreas de engenharia mecânica e naval. com vídeos bem produzidos e palavras com teor e segurança do que estava dizendo, além de destacar o mês de ramadan, que se inicia em 28 de junho e vai até 28 de julho, said fez questão de deixar claro que falar dessa religião é o mesmo que falar da humanidade: ‘não há divindade além de deus’. o momento também foi oportuno para falar da questão de iraque. um final de tarde cheio de conhecimento.  

junho 16, 2014

esse sol é de ontem....

somos generosos.... [rsrs] vale o registro no morenocris!




ideia franciscana!

a cachorrada toda feliz na praça de batista campos, no dia de ontem. é que pra finalizar as homenagens de santo antonio, a capela de lisboa(sto. antonio) abençoou os animais. tinha de tudo. olha esse aí, dodói, recebendo as bênçãos de um futuro padre. só sei que o meu troy estava muito bem entre as garotas.... [rsrs]. agora veja essa imagem(isso tá pegando!)


adeus, newstime!



fechou ontem(15/06). neste ano, meu tema é: 'há um tempo finito em mim'. fim de rua.... de livraria.... bach!

junho 11, 2014

chegou o grrraaannndde dia de mariazinha....



lembra-se? pois então, estamos aí....
“Quem vai levar Mariazinha para passear” estreia no Sesc Boulevard

Filmado em 2011, no Teatro Cláudio Barradas e na Praça da República, em Belém do Pará, "Quem vai levar Mariazinha para Passear", a obra audiovisual da Desabusados Cia, estreia nesta quarta-feira, 11, às 19h, no Sesc Boulevard, com entrada franca.

A antiga simpatia da bonequinha de papel que tem o poder de cessar chuvas e trovoadas serviu de inspiração para o curta que acaba levando o espectador para uma viagem pelos mitos da Grécia Antiga, onde havia uma princesa chamada Psiquê que era tão linda que os homens começaram a comparar sua beleza com a de Afrodite, a Deusa do Amor. Esta, sentindo-se afrontada, planeja destruir Psiquê, enviando-a para que se case com um monstro feroz.

A deusa também manda seu filho Eros, o cupido, até o rochedo onde Psiquê espera resignada por seu destino, para que a faça apaixonar- se pelo monstro. Porém, Eros, o Deus do amor, ao ver Psiquê, se encanta com tamanha beleza e se apaixona por ela, levando-a para seu palácio e dando-lhe tudo que ela queria ter, menos o direito de ver o seu rosto. 

O roteiro, assinado pela atriz e produtora Ester Sá, foi um dos 13 selecionados para a produção audiovisual, dentre mais de 600 projetos enviados ao Ministério da Cultura no Edital Curta Criança do MINC/TV Brasil, em 2010.  Adaptação do espetáculo homônimo que conta esta mesma história, encenada pela Desabusados Cia, o curta é o primeiro trabalho audiovisual da Desabusados Cia.

“Foi um desafio, mas confesso que isso dá até um gostinho especial de olhar agora e dizer ‘olha’, conseguimos!  Nos lançamos ao desconhecido, com a coragem e o frisson da aventura, pois da companhia, só o André Mardock já trabalhava com o audiovisual, mas também foi sua primeira direção. Creio que conseguimos um bom resultado, hoje olhamos o filme com orgulho de tudo que ele foi como processo, e é como resultado”, diz Ester Sá.

“Tivemos a parceria de profissionais que foram importantíssimos para essa caminhada, e nem é bom citar nomes pois foram muitos...mas poderíamos ressaltar a figura do Andrei Miralha, que assina a direção de animação, ele abraçou o filme, somos gratos pela amizade e parceria de tantos, pois acreditamos no trabalho da arte feito com e por amor, e se conseguimos isso na equipe que está fazendo, isso vai para o resultado e chega nas pessoas”, continua.

O filme utiliza a mesma estrutura de personagens narradores do espetáculo, que nasceu bem antes, em 2006. Os anjos 001 (Ester Sá) e 002 (Maurício Franco) descem à Terra curiosos por conhecer os homens. Eles iniciam a brincadeira manipulando personagens recortados em papel, que logo em seguida ganham vida própria e conduzem o espectador para seu universo fantástico.

Ao se jogarem do céu, os anjos caem dentro de um teatro em Belém do Pará e quando olham pela janela, há chuvas e trovoadas.  Para tentar fazer com o temporal passe, e eles possam sair, os anjos fazem uma Mariazinha de papel, e prometem que se ela conseguir cessar a água que está caindo do céu, eles a levarão para passear.  Mas a chuva demora e eles se divertem fazendo outros bonecos de papel, retratando a história de Eros e Psiquê.

A opção pelo papel para personagens e cenários vem do elo com a boneca Mariazinha, o que dá ao trabalho unidade estética e conceitual. “O papel é um material muito próximo ao dia-a-dia da infância. A ideia é instigar as crianças com esta visualidade, permitindo que ela brinque de construir suas próprias histórias”, conclui Ester Sá.

Além da direção de André Mardok, o filme conta a direção de arte de Aníbal Pacha e figurino assinado por Maurício Franco. A maquiagem é de Plínio Palha, a direção de fotografia, de Marcelo Rodrigues; a direção de produção, de Luciana Medeiros e Cristina Costa, além da composição e efeitos, de Thiago Souza; a finalização de som, de Leo Bitar e a trilha sonora original e sonoplastia, de Fabio Cavalcante. A preparação de ator foi de Adriano Barroso e a edição, de Robson Fonseca, mas a ficha técnica é bem maior.
Tem ainda, entre outros, o som direto de Mário Ribeiro, Maquinária Produções (Anderson Conte e Marcus Leal Sapinho), a continuidade de Luciano Lira, o eletricista Aldo Lima e na assistência de direção Lucas Escócio e os assistentes de produção Paulo Ricardo Nascimento, Andrea Rocha e Sandra Perlin.  A maquiagem é de Plínio Palha, com assistência de Nara Reis, na arte Cláudio Bastos e Malu Rabelo (assistentes), Ribamar Oliveira (cenotécnico), a costureira Cláudia Silveira e os estagiários de fotografia Marina Mota e Mateus Moura, e de arte, Malu Rabelo.
Serviço
Curta de animação "Quem vai levar Mariazinha para Passear?". Estreia dia 11 de junho, às 19h, no Sesc Boulevard - Av. Boulevard Castilho França, em frente a Estação das Docas. O espetáculo, homônimo, que deu origem ao curta fica em cartaz nos dias 15 e 22 de junho, às 11h. Tudo tem entrada franca.

FICHA TÉCNICA

Direção – André Mardok
Roteiro e Produção Executiva – Ester Sá
Anjo 001 - Ester Sá
Anjo 002 – Mauricio Franco
Direção de Elenco – Adriano Barroso
Direção de Animação – Andrei Miralha
Direção de Arte  - Aníbal Pacha
Figurino - Maurício Franco
Maquiagem – Plínio Palha
Direção de Fotografia – Marcelo Rodrigues
Conceito visual/ Animação - Maurício Franco e Andrei Miralha
Direção de Produção – Luciana Medeiros 
Produção – Cristina Costa
Composição e Efeitos - Thiago Souza
Animação -Andrei Miralha e Thiago Souza
Finalização de Som – Leo Bitar
Som Direto – Mário Ribeiro
Trilha Sonora Original e Sonoplastia – Fabio Cavalcante 
Edição – Robson Fonseca
Maquinária Produções – Anderson Conte
Ass. de Maquinária – Marcus Leal Sapinho (Sapo) 
Eletricista – Aldo Lima
1º Assistente de Direção –Lucas Escócio
2º Assistente de Direção/ Continuidade – Luciano Lira
Storyboard- André Mardock e Paulo Emmanuel
Ass. de Produção – Paulo Ricardo Nascimento, Andrea Rocha e Sandra Perlin
Ass. de Maquiagem- Nara Reis
Assessoria Contábil - Amélia Pereira
Assistente de Arte - Cláudio Bastos
Cenotécnico – Mestre José Ribamar Oliveira
Costureira – Cláudia Silveira
Estagiários de Fotografia – Marina Mota e Mateus Moura
Estagiária de Arte – Malu Rabelo
Equipe de apoio do Teatro Cláudio Barradas- Wallace Horst, Sidney Santos, Cleber Vilhena, Josiel Silva
Patrocínio – EDITAL CURTA CRIANÇA – MINC/ TV Brasil
Realização - DESABUSADOS CIA.

fonte: 

Luciana Medeiros
Blog de jornalismo cultural
Holofote Virtual

junho 09, 2014

Presidente uruguaio falará ante o Parlamento do Mercosul


O presidente José Mujica falará hoje ante o Parlamento do Mercado Comum do Sul (Parlasul) sobre a importância regional de um projetado porto de águas profundas na costa uruguaia.

Essa iniciativa é apresentada como uma plataforma polivalente, de saída e entrada do comércio dos países da região de e para a Europa e a África.

Fontes parlamentares confirmaram a participação do presidente uruguaio na XII Sessão Extraordinária do Parlasul, junto a uma comissão interministerial para explicar detalhes do projeto.

Pela primeira vez, a sessão será televisionada e as intervenções serão traduzidas nos idiomas oficiais do Mercado Comum do Sul (Mercosul): espanhol, português e guaraní.

Depois da XII Sessão Extraordinária do Parlasul, na qual falará Mujica, se desenvolverá a XXX Sessão Ordinária, com delegações dos países membros: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Previamente, a Mesa Diretiva do Parlasul realizará uma reunião para avaliar as ações a tomar durante o segundo semestre de 2014.

Além disso, realizarão separadamente as comissões de Orçamento e Assuntos Internos; e de Infraestrutura, Transporte, Recursos Energéticos, Agricultura, Pecuária e Pesca. Como também, as de Desenvolvimento Regional Sustentável, Ordenamento Territorial, Moradia, Saúde, Meio ambiente e Turismo, de Assuntos Interiores, Segurança e Defesa; e de Assuntos Jurídicos e Institucionais.

fonte: prensalatina

junho 06, 2014

só isso não basta!


foi-se o tempo em que somente bastava erguer uma estrutura física para a informação. também já passou a onda do status pelos nomes. atualmente, não é a tecnologia de ponta que faz a hora. mas o uso dessa parafernália toda. é preciso pensar rápido, ser ultra dinâmico e criativo. tudo a nossa volta é cristalino em abundância - quem é quem e quem faz o quê. só não vê quem não quer, ora bolas. penso que pensar rápido e disponibilizar a informação de forma criativa seja a ordem do momento. às vezes, muitos andares, milhões de gente e inúmeras máquinas não conseguem fazer o que um cara, por exemplo, lá na esquina, com um simples tablet, faz. é o imediato que está matando a mídia convencional. minha opinião!



Cristina inauguró la nueva sede de la agencia Télam
 La Presidenta dejó inaugurado esta tarde a través de una videoconferencia el nuevo edificio de la agencia, que reúne en un mismo sitio a todas las áreas periodísticas, antes dispersas en tres lugares diferentes.


Así es el nuevo edificio de la Agencia Télam
 La nueva sede de Télam, ubicada en Belgrano 347, cuenta con 8 pisos, tres estudios de radio, seis islas de edición audiovisual, salas de cámara, recepción satelital, un archivo público fotográfico y periodístico y salas de reuniones, entre otras características.