novembro 30, 2016

Representantes de 17 países participan del 1º Encuentro de Redes IberCultura Viva


Representantes de gobiernos, redes y organizaciones sociales que desarrollan políticas culturales de base comunitaria de 17 países iberoamericanos estarán reunidos en Argentina del 30 de noviembre al 3 de diciembre para el 1° Encuentro de Redes IberCultura Viva. Serán cuatro días de trabajo sobre las temáticas de participación social y cooperación, marco normativo para las políticas culturales, mapas e indicadores y formación para las políticas culturales de base comunitaria en el ámbito iberoamericano. Las actividades se realizarán en Centro Cultural San Martín, en Buenos Aires, en el marco del 3º Encuentro Nacional de Puntos de Cultura, organizado por el Ministerio de Cultura de la República Argentina.
“Esperamos con mucho entusiasmo el 1º Encuentro de Redes IberCultura Viva, y celebramos que el mismo se produzca acompañando el 3º Encuentro Nacional de Puntos de Cultura de Argentina”, afirma Emiliano Fuentes Firmani, secretario ejecutivo de la Unidad Técnica del programa IberCultura Viva. “Cada espacio de encuentro e intercambio que logramos producir, fortalece los procesos de cooperación y contribuye a estimular el fortalecimiento de las políticas culturales de base comunitaria y el vínculo entre los gobiernos y nuestra cultura viva”.
Los participantes se distribuirán en grupos de trabajo simultáneos los primeros tres días del evento. Un grupo se dedicará al tema “Participación social y cooperación cultural”; otro a “Legislación para las políticas culturales de base comunitaria”, y otro, dividido en dos momentos, sobre la construcción de mapas e indicadores y sobre la formación para las políticas culturales de base comunitaria. El cuarto día estará dedicado a la quinta reunión del Comité Intergubernamental IberCultura Viva, conformado por los representantes de gobiernos de los países miembros del programa (Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, El Salvador, España, México, Perú, Paraguay y Uruguay).
Además de las mesas temáticas, los invitados podrán acompañar parte de la programación del Encuentro Nacional de Puntos de Cultura, como la muestra artística de las organizaciones locales, y conocer algunas experiencias exitosas de cultura de base comunitaria en los países iberoamericanos. Entre ellas las propuestas desarrolladas por Thydewá (Brasil), Red de Mujeres Rurales (Costa Rica), Asociación TNT – Tiempos Nuevos Teatro (El Salvador), Casa Tomada (El Salvador-España), y Microcine Chaski (Perú).
Las experiencias exitosas

La Red de Mujeres Rurales de Costa Rica, que en 2016 cumplió 10 años, es un espacio organizativo que articula a mujeres campesinas e indígenas en defensa de sus intereses y derechos. Autonomía y soberanía alimentaria son dos temas prioritarios para la red, que coordina cursos, talleres y capacitaciones en varios puntos del país, especialmente en lo que refiere a las semillas nativas, el derecho humano a la alimentación y la equidad de género. Matilde Gómez Bolaños será la representante de la red costarricense en el encuentro en Buenos Aires.

De El Salvador estará Walter Romero, de la Asociación Tiempos Nuevos Teatro (TNT), una organización nacida en 1993, en las montañas de un departamento históricamente excluido, Chalatenango, y que allí permanece después de 23 años. Y desde allí, un pueblo de 1.300 habitantes, se proyecta como un referente de arte comunitario para Latinoamérica, montando obras de reconocidos dramaturgos y espectáculos de creación colectiva, inspirados en la realidad cotidiana.
Otra experiencia desarrollada en El Salvador que estará presente en el encuentro es la Casa Tomada, un espacio de creación, producción e investigación impulsado por el Centro Cultural España en San Salvador. Blanca Lidia Cerna Serpas hablará de este sistema de gestión basado en el intercambio en especie, en trueque de servicios, con vistas a promover la creación colaborativa, multidisciplinar y transversal para la búsqueda de significados colectivos y la construcción de identidad.
De Brasil estará Sebastián Gerlic, uno de los fundadores de Thydewá, organización responsable por un Pontón de Cultura (Esperança da Terra) en Olivença, Bahía. Creada en 2002, Thydêwá nació de un colectivo conformado por indígenas de Alagoas, Bahía y Pernambuco, dos paranaenses, una gaúcha, un baiano, un chileno y un argentino. Su objetivo es “promover la conciencia planetaria, valiéndose del diálogo intercultural, de la valoración de la diversidad y de las culturas tradicionales”. Entre los principales proyectos realizados por la ONG están la red Índios On-Line, la Oca Digital y la serie de libros “Índios na visão dos índios”.
Por Perú, Magno Ortega Huasacca presentará el Punto de Cultura Microcine Chaski Ayacucho. Este proyecto de cine comunitario realizado por Grupo Chaski fue formado para realizar proyecciones de películas y cine foro con contenidos sociales, culturales y educativos; descentralizando las actividades hacia los barrios vecinos. El equipo de gestión del microcine está integrado por cinco jóvenes emprendedores, que se están formando como gestores culturales de cine para el desarrollo y gestión de microempresas culturales sostenibles.
El evento también contará con representantes de redes y organizaciones como Caja Lúdica (Guatemala), Museu da Maré (Brasil), Walabis (Honduras), Caracol (Belize), Guanared (Costa Rica), Red Salvadoreña de Cultura Viva Comunitaria (El Salvador) y Red de Cultura Viva Comunitaria de Medellín y Valle de Aburrá (Colombia).

novembro 24, 2016

cuba/cinema: calendário de oficinas internacionais/2017

Ainda há oficinas não confirmadas que serão adicionadas em breve, mas, por enquanto, já temos uma lista bastante ampla com opções para todos os gostos e interesses. Como vem acontecendo desde 2015, a escola ampliou consideravelmente a oferta de cursos de curta duração, incluindo a possibilidade de participar como alunos livres em oficinas destinadas aos alunos do curso regular, as tradicionais oficinas internacionais e cursos de altos estudos. Além disso, foram incorporados mestrados e diplomados que tem a opção de ser cursados integralmente ou em partes. Veja aqui a lista atualizada de oficinasDepois de escolher o curso que lhe interessa, veja se ainda há vagas disponíveis e leia detalhadamente os requisitos e o procedimento de inscrição.
fonte: cuba-cursos

novembro 23, 2016

sesc abre inscrições para mostra de cinema

Interessados poderão cadastrar suas produções de 21 de novembro de 2016 a 15 de janeiro de 2017



Estão abertas as inscrições para a Mostra Sesc de Cinema 2016/2017. De 21 de novembro de 2016 a 15 de janeiro de 2017, cineastas independentes podem inscrever seus trabalhos no site oficial da Mostra. O objetivo é promover a difusão da produção cinematográfica brasileira que não chega ao circuito comercial de exibição, contribuindo, assim, para a promoção e o lançamento de artistas de todo o país. A mostra avaliará obras já prontas, curtas e longas-metragens de produtores nacionais, permitindo a divulgação dos trabalhos em todo o Brasil e incentivando a propagação de iniciativas culturais. 

A seleção dos trabalhos é dividida em duas fases: a primeira vai exibir os filmes selecionados de cada estado e definir aqueles que concorrerão na segunda etapa de seleção, para participar da Mostra Nacional, que será composta por 30 filmes, sendo dois longas-metragens e quatro curtas-metragens de cada região do país.

Como prêmio, os indicados para a segunda fase assinam um contrato de licenciamento para exibição pública nos projetos do Sesc, em âmbito estadual e os escolhidos para a Mostra Nacional assinam um contrato de licenciamento para exibição pública em todo o Brasil, ampliando sua visibilidade nacionalmente. 

A avaliação será feita por uma comissão formada por profissionais e especialistas das áreas de cultura e de cinema. Além de escolher os melhores trabalhos, a Mostra Sesc de Cinema vai eleger os destaques por categoria: melhor roteiro, filme, direção de fotografia, desenho de som, direção de arte, direção de elenco, montagem, atriz e ator. 

INSCRIÇÕES (fonte)

Para participar da Mostra Sesc de Cinema - edição 2016/2017 é necessário fazer a inscrição via formulário on-line, no período de 21 de novembro de 2016 a 15 de janeiro de 2017, por meio do site www.sesc.com.br/mostradecinema 

novembro 11, 2016

mostra de cinema da amazônia/2016

Mais de 180 filmes já foram exibidos na Mostra de Cinema da Amazônia, que tem a nova edição confirmada em Belém e oito cidades do interior do Pará entre os dias 22 de novembro e 01 de dezembro. Além de uma programação que une bate-papos, palestras, workshops e circuito de cinema, o evento traz exposições com fotografias e informações que contam a história dos cinemas da capital paraense. Com edições realizadas em 5 países e programações que passaram por 20 cidades, a edição de 2016 se concentra no estado do Pará, convidando a comunidade a mergulhar nas produções cinematográficas de países que fazem parte da Amazônia internacional. A programação da mostra é inteiramente gratuita e tem, nesta edição, patrocínio do Banco da Amazônia e Griffo Comunicação através da Lei Rouanet.

Esse ano, o circuito traz curta metragens e longas do Peru, Colômbia, Venezuela, Bolívia e Brasil, de ficção e documentário. Grandes títulos e diretores renomados dialogam com novos produtores e a crescente cena cinematográfica paraense, despertando interesses para temas que surgem da vivência no bioma e nas cidades amazônicas. “Martírio” é um dos títulos mais aguardados da programação. O longa é o segundo de uma trilogia em andamento, criada por Vicent Carelli, diretor franco-brasileiro que apresenta a luta indígena amazônida ao lado de mudanças no país, num trabalho investigativo que já dura três décadas, colocando em foco a trajetória dos Guarani Kaiowá. A exibição do documentário de 160 min, no Cine Líbero Luxardo, marca a estreia da Mostra em 2016 com polêmica e reflexão sobre direitos indígenas e exclusão política.
A música tradicional peruana é homenageada em outro documentário que será exibido pela primeira vez em Belém. “Sigo Siendo”, do diretor Javier Corcuera, é uma viagem não só às raízes da cultura peruana, mas passeia por diversos cenários do país com destino ao reencontro da identidade cultural, sob os olhos e a história de Máximo Damián, ícone do folclore daquele lugar. O longa será exibido na Mostra ao ar livre, na Praça do Carmo, um dos diversos espaços ocupados pelo evento nessa edição e que recebe também uma programação de curta documentários com temática musical e videoclipes paraenses.
“Órfãos do Eldorado” e “Libertador” são as ficções que têm destaque nesta edição. O primeiro é produto nacional já conhecido no estado, com imagens gravadas em Belém e Icoaraci. É uma adaptação do romance do escritor amazonense Milton Hatoum, roteirizado e dirigido por Guilherme Coelho. A película apresenta um personagem que redescobre a Amazônia de sua infância e vive o drama de assumir os negócios da família e a confusão de estar dividido entre dois amores diferentes. O filme, primeira ficção do diretor Guilherme Coelho, se debruça a apresentar o modo de vida ribeirinho capturando belas imagens da relação rio, floresta e homem. Já “Libertador”, uma produção venezuelana e espanhola, foi um dos indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2015. O filme conta a história do líder da independência da Venezuela Simón Bolívar que lutou diversas vezes contra o imperialismo espanhol. Os dois títulos serão exibidos no SESC Boulevard, uma das telas que fazem parte da Mostra.
CONVIDADOS – Estudantes e produtores audiovisuais terão a oportunidade de participar de workshops de cinema e TV com dois nomes de grande importância na indústria audiovisual brasileira. Técnicas e dificuldades de elaboração de Roteiro serão os guias do workshop com Luca Paiva Mello, criador e showrunner carioca indicado ao Emmy Internacional de Melhor Série Dramática por “Mothern”, exibida pela GNT. Ele também é responsável pelos sucessos “O Negócio” (HBO), “Julie e os Fantasmas” (Nickelodeon/Band), Descolados (MTV) e outras. Desde 2013, o roteirista integra o júri do International Emmy® Awards, sendo também consultor do GLOBO LAB e conselheiro permanente da Academia de Histórias Curtas, da RBS/ Globo.
Para falar de “Produção Executiva”, a Mostra traz o produtor Roberto Martha, símbolo de negócio e um dos mais prestigiados executivos do audiovisual brasileiro. Além de ser especializado em gestão de projetos e modelos de negócio, Martha possui uma larga experiência e domínio de diversos conteúdo para TV. Foi Diretor de Produção e Negócios na Viacom Internacional e no grupo Discovery, produzindo centenas de horas de programação em vários formatos, tendo destaque “Escola Pra Cachorro” (Nickelodeon), “Trabalho Duro” e “Águias da Cidade” (Discovery), “Copa do Caos” (MTV), “Julie e os Fantasmas” (Nickelodeon), entre outras produções. As inscrições para os workshops são gratuitas e podem ser feitas enviando e-mail para mostramazonia@gmail.com.
Além dos workshops, os amantes do cinema em Belém terão o prestígio de assistir sessões de filmes e ter uma conversa com os diretores dessas produções. Os diretores paraenses Homero Flávio e Úrsula Vidal, do documentário “Catadores dos Sonhos”, participam de um bate papo sobre “O audiovisual como ferramenta de transformação social” e logo depois assistem à peça. Artur Arias e Pierre Azevedo conversam sobre “Cinema e a Cultura Tradicional” horas antes da exibição do filme “Mestres Praianos” de Arthur Arias. Aldrin Azevedo se une à Eduardo Souza para conversar sobre “Belém e o Cinema”. Logo depois, Eduardo convida para a exibição de seu filme “Olhos D’Água”, documentário que se debruça a contar a história do Pré-Cinema no Brasil e na Amazônia. O ator e diretor Adriano Barroso ainda bate-papo sobre seu filme “Paradoxos, Paixões e Terra Firme” e o amazonense Sérgio Andrade apresenta seu longa “Antes o Tempo Não Acabava”. 

Toda a programação da Mostra de Cinema da Amazônia 2016 pode ser encontrada no site http://mostradecinemadaamazonia.com. As exibições de filmes, bate-papos, workshops, projeções públicas ao ar livre e roda de conversa são gratuitas e realizadas no Cine Líbero Luxardo, SESC Boulevard, Praça do Carmo, Fórum Landi, que terá uma matinê infantil, e unidades do SESI Pará no interior do estado. 

novembro 07, 2016

Encuentro sobre Especialización y Formación Continua de Traductores



El próximo viernes, 11 de noviembre de 2016, de 9:00 a 17:00, tendrá lugar en el Salón de Actos de la Facultad de Traducción y Documentación un Encuentro sobre Especialización y Formación Continua de Traductores. Los responsables del Máster en Traducción y Mediación Intercultural (programa de posgrado incluido en la Red de excelencia de Másteres Europeos en Traducción, Red EMT, avalada por la Comisión Europea) y el Departamento de Traducción e Interpretación de la Facultad de Traducción y Documentación de la USAL han organizado este evento en colaboración con la Comisión Europea en el marco de los  #Translating Europe Workshops.

El Encuentro contará con una nutrida representación de delegados de universidades (Jaume I, Valladolid, Ginebra, Oporto, KU Leuven), asociaciones profesionales (ACETT, ASETRAD, APTIJ, ATRAE, Tremédica) e instituciones (Ministerio de Asuntos Exteriores, Comisión Europea, ONU) que abordarán los retos y alternativas para la especialización tanto de traductores en ciernes como traductores profesionales y que desgranarán numerosos consejos para los asistentes de cara a su formación continua o su especialización futura.

La actividad está abierta a estudiantes de Grado, Máster y Doctorado, docentes e investigadores y traductores profesionales. En el siguiente enlace figuran  tanto el programa como el formulario de inscripción, que es gratuita:

http://diarium.usal.es/mastertrad/translating-europe-workshop/

Al término del evento, se expedirá certificado de asistencia a aquellas personas que se hayan inscrito previamente y hayan asistido a la totalidad de sesiones de la jornada.

fonte: infotra

novembro 04, 2016

Patinadores do Pará: Tati Ribeiro

PROJETO ESPORTIVO – PARÁ NA ALEMANHA

   
Largada da Prova de Patinação de Velocidade Berlin Marathon 2016 - 42km.
No início de 2016 foi iniciado o planejamento da participação de uma atleta paraense nas duas Maratonas de Berlim, na Alemanha, uma das provas mais aclamadas e disputadas de todo o mundo, realmente entre as maiores e mais famosas.

    Tratam-se de 84km de um desafio com grande desgaste físico, que requeria um grande preparo e a atleta Tatiana de Lima Ribeiro, de 31 anos, vestiu a camisa do Pará rumo à realização de seu sonho pessoal: competir mundialmente levando a bandeira do Estado para cada vez mais longe, mais rápido e mais alto.
    Ela conta há 5 anos com o apoio da Greco Forma Academia, que tem 5 unidades na capital paraense e abrindo franquias da Fit.Com. Tatiana foi em busca de patrocínio através da Lei de Incentivo ao Atleta Amador, entitulada Tó Teixeira e Guilherme Paraense e com seu projeto em mãos convenceu empresas como a Clínica Consaúde, IS Arquitetura, Mosaico HD Comunicação a Aviz Turismo, todas situadas na cidade de Belém. Entre as empresas patrocinadoras, teve inclusive uma de fora do Pará, a ShoxSport, de Cascavel.
    Foi então que em março iniciou de fato os treinamentos para este grande desafio, patinando e correndo praticamente todos os dias pelas ruas da cidade e municípios vizinhos, sua distância máxima percorrida foi de 100km quando saiu de patins de Belém juntamente com os ciclistas do grupo Bike Belém rumo à cidade de Vigia de Nazaré, num evento chamado Paidex. (vídeo no canal PATINADORES DO PARÁ no Youtube.)
    Chegou o final de semana tão esperado: 23, 24 e 25 de setembro de 2016 na cidade de Berlim, na Alemanha. No dia 23 ela foi buscar os kits de participação nas provas com número de peito e chip.
    No dia 24 encarou a primeira maratona, a de inline speedskating(patinação de velocidade) por volta das 15h, foram pouco mais de 42km com um patins novo da PowerSlide, modelo R4II, além de rodas também novas adquiridas na Feira realizada no dia anterior, no próprio local de entrega de kits. A atleta conta como foi: “Foi bastante sofrido, senti muitas dores nos pés por ser um patins novo que eu nunca tinha usado, mas eu consegui superar minhas expectativas! Eu planejava terminar essa prova em 2 horas, mas a concluí em 1h36min, tendo sido a primeira brasileira a cruzar a linha de chegada, inclusive na frente dos homens...” - brincou mordendo a medalha.
    No dia seguinte novamente o mesmo percurso e distância: 42km pelas ruas de Berlim sendo que às 9h da manhã. Desafio concluído, e Tatiana voltou para o Brasil com duas medalhas dessas duas maratonas da Alemanha, consecutivas, desgastantes e desafiadoras.
    De volta à Belém, ela já deu entrevistas para o SBT Esporte e já está se praparando para mais um projeto esportivo no ano que vem: Jerusalém 2017. O Pará na Terra Santa. Parabenizamos nossa maratonista de Belém do Pará fazendo bonito pelo mundo e incentivando o turismo pelo nosso Estado, pois onde quer que passe, estampa nossa bandeira e fala de nossa terra, cultura, culinária e belezas naturais.

 
    Contatos para apoio e patrocínio: patinadoresamigos@outlook.com / 91 983406758 / 91 988296402 / www.patinadoresdopara.com / tatiribeirofm@hotmail.com / Instagram @tatiribeirofm e @patinadoresdopara

    OBS.: Tatiana Ribeiro aproveitou essa viagem para conhecer ainda outras cidades europeias: Barcelona, na Espanha e Paris, na França. Temos o conteúdo completo em arquivo pessoal, fotos, vídeos, depoimentos e tudo o que for necessário para a entrevista, ou matéria em seu veículo de comunicação.

Atenciosamente,

Patinadores do Pará

Patinadores do Pará

PROJETO ESPORTIVO – PARÁ NA ALEMANHA

   
Largada da Prova de Patinação de Velocidade Berlin Marathon 2016 - 42km.
No início de 2016 foi iniciado o planejamento da participação de uma atleta paraense nas duas Maratonas de Berlim, na Alemanha, uma das provas mais aclamadas e disputadas de todo o mundo, realmente entre as maiores e mais famosas.

    Tratam-se de 84km de um desafio com grande desgaste físico, que requeria um grande preparo e a atleta Tatiana de Lima Ribeiro, de 31 anos, vestiu a camisa do Pará rumo à realização de seu sonho pessoal: competir mundialmente levando a bandeira do Estado para cada vez mais longe, mais rápido e mais alto.
    Ela conta há 5 anos com o apoio da Greco Forma Academia, que tem 5 unidades na capital paraense e abrindo franquias da Fit.Com. Tatiana foi em busca de patrocínio através da Lei de Incentivo ao Atleta Amador, entitulada Tó Teixeira e Guilherme Paraense e com seu projeto em mãos convenceu empresas como a Clínica Consaúde, IS Arquitetura, Mosaico HD Comunicação a Aviz Turismo, todas situadas na cidade de Belém. Entre as empresas patrocinadoras, teve inclusive uma de fora do Pará, a ShoxSport, de Cascavel.
    Foi então que em março iniciou de fato os treinamentos para este grande desafio, patinando e correndo praticamente todos os dias pelas ruas da cidade e municípios vizinhos, sua distância máxima percorrida foi de 100km quando saiu de patins de Belém juntamente com os ciclistas do grupo Bike Belém rumo à cidade de Vigia de Nazaré, num evento chamado Paidex. (vídeo no canal PATINADORES DO PARÁ no Youtube.)
    Chegou o final de semana tão esperado: 23, 24 e 25 de setembro de 2016 na cidade de Berlim, na Alemanha. No dia 23 ela foi buscar os kits de participação nas provas com número de peito e chip.
    No dia 24 encarou a primeira maratona, a de inline speedskating(patinação de velocidade) por volta das 15h, foram pouco mais de 42km com um patins novo da PowerSlide, modelo R4II, além de rodas também novas adquiridas na Feira realizada no dia anterior, no próprio local de entrega de kits. A atleta conta como foi: “Foi bastante sofrido, senti muitas dores nos pés por ser um patins novo que eu nunca tinha usado, mas eu consegui superar minhas expectativas! Eu planejava terminar essa prova em 2 horas, mas a concluí em 1h36min, tendo sido a primeira brasileira a cruzar a linha de chegada, inclusive na frente dos homens...” - brincou mordendo a medalha.
    No dia seguinte novamente o mesmo percurso e distância: 42km pelas ruas de Berlim sendo que às 9h da manhã. Desafio concluído, e Tatiana voltou para o Brasil com duas medalhas dessas duas maratonas da Alemanha, consecutivas, desgastantes e desafiadoras.
    De volta à Belém, ela já deu entrevistas para o SBT Esporte e já está se praparando para mais um projeto esportivo no ano que vem: Jerusalém 2017. O Pará na Terra Santa. Parabenizamos nossa maratonista de Belém do Pará fazendo bonito pelo mundo e incentivando o turismo pelo nosso Estado, pois onde quer que passe, estampa nossa bandeira e fala de nossa terra, cultura, culinária e belezas naturais.

 
    Contatos para apoio e patrocínio: patinadoresamigos@outlook.com / 91 983406758 / 91 988296402 / www.patinadoresdopara.com / tatiribeirofm@hotmail.com / Instagram @tatiribeirofm e @patinadoresdopara

    OBS.: Tatiana Ribeiro aproveitou essa viagem para conhecer ainda outras cidades europeias: Barcelona, na Espanha e Paris, na França. Temos o conteúdo completo em arquivo pessoal, fotos, vídeos, depoimentos e tudo o que for necessário para a entrevista, ou matéria em seu veículo de comunicação.

Atenciosamente,

Patinadores do Pará