janeiro 31, 2017

ufa! a de hoje quase não sai....

é que eles brigam tanto. uma hora rompem, em outra, se reconciliam. fica uma leitura chata, querendo chegar ao fim.... e é tudo feio, grotesco, rude, e todos estão juntos e separados e separados e juntos, uma promiscuidade estúpida. são indelicados. na academia de ciências(1753-1754) é o oposto desse mundo conflitante dos filósofos, religiosos, jornalistas, reis, rainhas, devotos, enfim, tudo muito insuportável. mas afinal, são as paixões intelectuais. 

janeiro 30, 2017

depois de tanta patacoada....

ah.... esse voltaire fez a história dá muitas voltas.... à toa(os jornais participam de tudo, é claro). mas rousseau, mais uma vez, traz a consciência de volta - a corrupção dos intelectuais. incomoda servir dois patrões: a alma e a corte. para explicar melhor, coloca-se nos dias atuais a questão: como o jornalista pode aceitar brindes das empresas?(principalmente festas de finais de ano, como natal e ano novo, tipo agenda anual, cadernos decorados, etc....?). dá para entender rousseau? 

janeiro 29, 2017

poder subestimado se revela....

o fanatismo religioso com o apoio do estado. e era um tal de esconde-esconde obras e artigos. a censura vem por decretos. um deles, proíbe impressão, venda e distribuição dos exemplares de estudos e pesquisas. pensar.... só com autorização da ideologia, das crenças, dos preconceitos e dos interesses. 1752-1753. e daí, vêm os manifestos! na história, só mudam os personagens, não é verdade?(minha opinião).... bah!

janeiro 28, 2017

diktats!

exigência de dignidade. no século xviii a dignidade do intelectual é difícil de ser alcançada, numa sociedade centralizada e autoritária. para se ter uma ideia, durante 24 anos voltaire foi obrigado a permanecer no exílio para ser um homem livre....

janeiro 27, 2017

o sobe e desce é pro domo!

o isolado rousseau plantou mudanças. e as colheu. depois de tantos sucessos de filósofos, jornalistas, homens das letras e da academia de ciências, com uma tacada só aniquila tudo e todos(pensamento como profissão) em nome de sábio e sabedoria. é preciso apagar tudo, como preparação de terreno para novas glórias(será que estou vivendo isso?). ele era o 'cara'.... 

janeiro 26, 2017

....sai a bajulação, entra o censor....

e dessa vez, o censor é o agente da livraria(valha-me!). escritores e jornalistas dependiam do parecer da nova figura criada devido a esculhambação em que se transformou a crítica literária. rolou de tudo. pediram fechamento de jornais, além de ameaça física aos críticos. e daí, o erudito já era um filósofo. o matemático vira escritor. um filósofo. um humanista. um político. e a academia de ciências vai cedendo o espaço para a filosofia. e quer saber? esses sinais já estavam em 1749. e agora, qual é o sinal que você consegue enxergar? eu percebo que a história vai se transformando, crescendo, mudando e, atualmente, quer dizer, de um tempo para cá, está regredindo. certa ou errada?

janeiro 25, 2017

....e o mundo era pequeno....

para toda a sorte(deles). até 1751, montesquieu era o alvo preferido dos religiosos. tudo era 'perigoso', como falar de suicídio, celibato, poligamia. até voltaire entrou nessa briga, porque a censura dos religiosos passava dos limites(?!). 'o espírito das leis' é denunciado e a faculdade de teologia entra com ação contra os livros hostis à religião. o que incomodava era o novo tempo chegando: ausência de religião. esperneava-se. a última resistência. os jesuítas, vou lhes contar, eram terríveis.... souberam usar e abusar do meio de comunicação, os jornais. e eis que criam as sessões nouvelles littéraires para dar um fôlego. o jornalismo literário muda estilo e conteúdo(passa a ser direto e não formal), e favorece o surgimento de novos jornais.... 

janeiro 24, 2017

....ignorantes como monges e decidem como papa....

e os filósofos e políticos se misturam todos. uma confusão generalizada. que ano(post abaixo). e não esqueça que os jornais estão envolvidos nisso tudo até as batinas(mémories de trévoux/jesuítas e nouvelles ecclésiastiques/jansenistas). imagine, dois periódicos se lambuzam com tanto prestígio e influência e que, a perseguição aos filósofos, bem como, sua glória, devem aos jornais. é o império da opinião pública. e então, intelectual e jornalista caminham juntos. feito batman e robin. (eu heim....).

janeiro 23, 2017

do resumo à crítica, vem a bajulação!

1750-1751, os jornalistas não querem mais fazer apenas resumos de obras, mas opinar. e os estudiosos, pesquisadores, autores(intelectuais), não querem mais apenas a aprovação dos pares e opinião pública, mas a consagração e honraria. o jornalista é o mediador. está posto o combate ideológico....  

janeiro 22, 2017

mastigado a urtiga....

o século xviii concentrou fascínio do público pelas ciências, desejo de saber e compreender tudo o que estava acontecendo. o surgimento de inúmeros jornais, bibliotecas públicas, publicações de livros e o destaque dado às ciências nas grandes publicações como o journal des savants, mercure e journal de trévoux. e coloca aí as ciências mais abstratas. todos queriam saber de tudo!

janeiro 20, 2017

caos sempre chama mais caos!

nem posso dizer ladeira abaixo porque o ar que respiramos é o do abismo, e também, porque nossas desgraças sempre estiveram na vertical. por cá, sísifo não teria vez. nascer neste país significa estar pagando alguma coisa, quer dizer, já nascemos com dívida desde o útero da vida. quanta maldição!

janeiro 19, 2017

intelectual ambicioso!

é desse perfil que vem a paranoia e a megalomania. não falo de um recluso rousseau, mas da fama, poder e posteridade, enfim, desejos do século das luzes. e aí, temos mais autores e menos obras. de onde você acha que vem esse conflito interno que nos dilacera, quando adoramos a obra e odiamos o autor?.... bah!

um parêntese!

a esquerda diz que a presença de sr. janot em davos(até rimou!) é um escândalo. a mídia que faz barricada para esse governo vociferou rapidamente em sua defesa. mas, se você observou tudo direitinho, conseguiu perceber que o sr. janot em davos vende a corrupção sendo resolvida como novo produto do país, contudo, olhe para o nosso governo atual.... e quem saiu, é honesta! repense, mais uma vez!

janeiro 18, 2017

imprimatur: indispensável

tudo passava antes pela autorização dos religiosos, para chegar à opinião pública. apesar do poder exagerado dos meios de comunicação. isso século xviii. o que estava em jogo era o reconhecimento de seus pares(intelectuais) e da opinião pública. é daí que vem o atrelamento. e é daí, também, que vem o fortalecimento do espelho(narciso) e o político. agora olha o papa francisco. você não acha que tudo(história) está atrelado, idem? pense e pesquise!

janeiro 17, 2017

doxa(sim) - epistème(não)

é no século dezoito que a tal da opinião pública(a verdadeira, a original, a do povo) surge como mais uma força. assim como o saber saiu do poder dos clérigos, a opinião pública sai dos círculos fechados de leitores, pesquisadores e intelectuais. as coisas vão se transformando, após seu surgimento. hoje, saem dos armários. e também se transformam....

janeiro 16, 2017

ser dono do saber....

aconteceu, acredite. os clérigos da idade média eram os 'proprietários' do conhecimento. não só estudavam, interpretavam o que já existia, como criavam (o que ainda hoje é estudado) situações novas. santo agostinho, por exemplo, foi o primeiro a distinguir três tipos de desejos: dominação, conhecimento e sensual. como ainda dizem que não existiam as paixões humanas entre os ancestrais dos intelectuais? às vezes, penso que os que foram para as fogueiras sabiam demais.... (ufa!)

janeiro 15, 2017

ganhando corpo....

dentro da década 1760-1770, a opinião que governa o mundo é a dos filósofos. e é justamente nesse período que é ampliada(filosofia), deixando a metafísica a segundo plano para abranger e se preocupar(filósofos) com a verdade útil ao homem, como o teológico, político, pedagógico e, acima de tudo, a questão judiciária.

janeiro 14, 2017

como os reis e rainhas....

contrataram voltaire como consultor, que lhes dizia: 'é a opinião que governa o mundo'. ah.... isso em 1762! saímos de algum lugar? que velocidade é essa que tanto falam? lembra-se dos romanos?.... a rapidez não está nos instrumentos?.... ainda estamos grunhindo! 

janeiro 13, 2017

eu heim....

parece-me que vivemos em um mundo diferente do que é retratado na mídia. esqueça fatos. afinal, o que é mídia, realmente? já pensou nisso? exercite-se mentalmente....

janeiro 12, 2017

401 anos.... eita caminhada!

a cidade onde moro faz 401 anos hoje, 12 de janeiro. a festa vem desde outubro/2016, com o círio de nazaré|(religioso), depois vem o natal(religioso) e ano novo(profano) e pega pelo rabo o 12 de janeiro que por sua vez, chama o carnaval(profano) e este, mais comemorações religiosas.... nooosssa, essa briga entre profano e religioso não está na hora de acabar? vamos trabalhar, gente boa.... belém, cidade que está ficando cada vez mais belém.... pudera, depois de 400 anos!!!! 

janeiro 11, 2017

a sobrevivência dos tipos de gente....

a gente perdeu o fio da meada, realmente. um político/autoridade que sustentou a bandeira de reeleição, bem como, faz disso relatório de atividades de uma gestão, com a invasão de um país para matar apenas um homem(caramba), é digno de análise sobre a humanidade. percebo que, os lá de cima, sobrevivem, sobreviveram e sempre sobreviverão de mortes de inúmeras pessoas. quer outro exemplo? o marketing de israel. a propósito, daniel ortega assumiu governo nicarágua e não vi nada na mídia. mas temer estava em lisboa, dando adeus ao mário soares. somos europeus ou latinos?

janeiro 09, 2017

algo novo no front?

pois então, 2017 já apresenta o velho, o de sempre, sabido e esperado. as enchentes, a secura, a violência.... 

janeiro 07, 2017

universo conspira....

sábado preguiçoso.... clima acolhedor, ameno.... uma chuva indecisa que faz que vem e não vem, mas se prepara.... uma vontade imensa de dormir profundamente....  eita vidão!

janeiro 06, 2017

caramba....

eu mal comecei a aprender o chinês, e agora, tenho que conhecer o russo.... (rsrs) colonizado sofre!

janeiro 05, 2017

a gente tá tão.... tão....

que não temos mais nem lata para virar! qual será o nosso complexo, agora? ah, outra coisa: são tantas coincidências, mas tantas coincidências entre o que sai na mídia e o que acontece na vida real(como se a mídia fosse outra vida?!), que a minha 'inteligentsia' está dando nó(rsrs).... ai.ai.ai....

janeiro 04, 2017

'é a economia, estúpido!'....

assim como as guerras, a economia também consegue desconstruir um país.... e dá-lhe números, para justificar argumentos frágeis, mas convincentes. bem, é minha opinião.

janeiro 03, 2017

vejo famílias no centro de tudo!

não sei você, mas nesses casos de rebelião em presídios, centros de recuperação, casas(como se fosse possível!) de detenção, observo as notícias televisivas e só consigo separar as famílias em desespero. e penso: eles nunca estão estão sozinhos e como podem?.... 

janeiro 02, 2017

viva a antropologia e seus pares!

dizem que o cérebro tem uma única função: aprendizagem. e que a memória é externa, desse tipo da imagem. olho para trás e vejo amigos ausentes: juca, hamilton, serguei, meu troy.... e, percebo que não aprendemos a esquecer a dor da perda! o cérebro é do presente. ainda bem que existem os arquivos e não importa o modelo. bah!

janeiro 01, 2017

2017: 10 anos de internet!

era blog, depois blogs, sites, páginas, redes sociais, palavras maiúsculas, minúsculas. uma década de mundo virtual. e sigo....